BRASILEIRÃO DE KARATÊ: POTIGUARES SAEM DE SALVADOR REVIGORADOS, MAS COM SINAL AMARELO LIGADO

Campanha de penúltimo lugar no quadro de medalhas é prova de que falta ajustes, mas apesar disso, gostosenses vibram com a experiência adquirida.

POR AILTON RODRIGUES E RICARDO ANDRÉ
LAURO DE FREITAS, SALVADOR/BA

Delegação do RN em Salvador

O karatê brasileiro saiu da terra de todos os santos com um sentimento de fortalecimento e dever cumprido após a etapa final do Campeonato Brasileiro que aconteceu dos dias 11 a 15 de outubro em Lauro de Freitas, cidade que fica localizada à 15 quilômetros da capital baiana.

Foram aproximadamente 2.100 atletas inscritos das 26 federações do país disputando medalhas nas modalidades de kata e Kumite em suas diversas categorias percorrendo praticamente todas as idades e pesos. Foi uma verdadeira consagração do esporte e ainda contou com o requinte de uma transmissão ao vivo pelo canal por assinatura SporTV.

Grande estrutura montada em Lauro de Freitas – BA

Apesar de tudo isso, nós acompanhamos de perto a atuação dos 28 atletas potiguares, dentre eles 8 gostosenses buscavam bons resultados para que melhorassem no ranking nacional e pudessem almejar sonhos maiores como a vaga na Seleção Brasileira.

Entretanto, a Federação Norte Riograndense de Karatê (FNK) saiu da competição com o sinal amarelo ligado, afinal o estado do RN amargou a penúltima posição do quadro de medalhas com apenas 8 medalhas conquistadas (2 pratas e 6 bronzes). Ficou apenas na frente do estado do Maranhão cuja delegação de 4 atletas sequer medalhou. Em resumo, não teve uma atuação boa.

Milhares de atletas foram buscar o sonho em Lauro de Freitas

POS.

FEDERAÇÃO OUROS PRATAS BRONZE

TOTAL

SÃO PAULO 70 60 105 235
SANTA CATARINA 41 28 49 118
BAHIA 28 28 40 96
25º RIO G. DO NORTE 0 2 6 8
26º MARANHÃO 0 0 0 0

Fonte de dados: CBK.

Contudo, apesar da crueldade que possam parecer os números, os atletas da Associação Gostosense de Karatê Shotokan (AGOKS) vieram para casa com uma boa impressão do seu desempenho. Alguns deles estavam estreando nas categorias principais do esporte e outros ficaram entre os cinco melhores do Brasil, o que demonstra um excelente resultado.

APRENDER E TREINAR

Delegação da AGOKS em Lauro de Freitas.

Os principais nomes da AGOKS que competiram em Salvador também analisaram a suas atuações no Brasileirão.

Abison Mateus ficou em 4º lugar no Kumite em equipes:

“Esse Brasileiro foi bom. Não foi o resultado que eu esperava, pois queria medalhar, mas não deu. Fiquei em 4º lugar no kumite em equipe, mas não tenho o que reclamar. Penso que a colocação foi boa e meu desempenho melhorou bastante, serviu para adquirir experiência e evoluir mais”.

Larissa Rodrigues ficou em 5º lugar no Kumite por equipes:

“O Brasileiro foi de um nível altíssimo, onde todos os atletas do Brasil queriam estar. Foi uma experiência incrível, sei que agora tenho que treinar dobrado seu quiser conquistar algo a nível nacional”.

Wanderson Silva ficou em 4º lugar no Kumite por equipes e nas duas categorias em que disputou individualmente:

“Foi uma competição boa para testar nosso nível, apesar de não ganhar medalhas eu disputei elas em todas as categorias que participei. Porém, uma coisa que me atrapalhou foi o fato de ter machucado o joelho. Ficar entre os cinco primeiros não é ruim, fiz o que realmente estava ao meu alcance, agora é ajustar tudo e ir para o estadual”.

Cristiano Nunes, sensei da AGOKS:

“Levamos muitos atletas, mas como um todo o desempenho foi baixo. Os favoritos da AGOKS tiveram o azar de ser justamente as categorias mais fortes que tinha no karatê, então foi uma competição muito boa, eles estão entre os melhores do Brasil e todos competiram por merecimento. Batemos na trave quatro vezes na disputa por medalhas, mas perdemos por detalhes que serão corrigidos”.

MEDALHAS POTIGUARES

Lucas Oliveira foi o primeiro a medalhar em Lauro de Freitas – BA

Os sete atletas que conquistaram as medalhas potiguares foram dos municípios de Natal, Tangará e Parnamirim. Dentre eles destacamos Lucas Oliveira que deu uma volta por cima no ano, como você acompanhou aqui no Contador, e Jeferson Silva que apesar de toda juventude conquistou duas medalhas, uma em cada modalidade do karatê.

Podemos ressaltar também a atuação do presidente da FNK, senhor Evilásio Jocas, que conquistou a medalha de prata na categoria Master até os 55 anos, mostrando uma vitalidade invejável.

Veja os outros nomes que trouxeram medalhas:

MEDALHAS

ATLETA

CATEGORIA

Prata

LUCAS OLIVEIRA

Kumite júnior – 16/17 anos – 68 kg

JEFERSON SILVA

Kata sub 12 – 10/11 anos

Bronze

Kumite sub 12 – 10/11 anos – 30 kg

WILLINGTON LIMA

Kumite sub 14 – 12/13 anos – 45 kg

YAN ERICK

Kumite sub 12 – 10/11 anos – 30 kg

YASMIN SILVA

Kumite sub 12 – 10/11 anos – 35 kg

JAÍNE BASTOS

Kumite sub 14 – 12/13 anos – 40 kg

JEAN PINTO

Kumite máster B – 36/39 anos – 75 kg

 Fonte: FNK.

NÃO DÁ PARA DESCANSAR

Os caratecas potiguares não vão ter muito tempo para descansar, afinal ainda neste ano duas grandes competições já estão marcadas no calendário. A primeira delas é a última etapa do estadual que acontece em Martins, no finzinho de outubro, e a segunda prova é o Pré-Olímpico Estadual que acontece em meados de novembro.

O Contador parabeniza a todos os atletas potiguares e gostosenses pelo desempenho.

Até qualquer hora!

Anúncios