FOLHA ‘ESTOURADA’ AINDA É PROBLEMA EM SÃO MIGUEL DO GOSTOSO

Apesar de estar entre os 79 municípios com a folha “estourada”, o entra e sai de funcionários não condiz com o discurso de crise financeira.

POR RICARDO ANDRÉ
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

Nas últimas semanas a relação dos 79 municípios notificados pelo TCE/RN foi pauta de muitos blogs. Nessa lista São Miguel do Gostoso ocupa a posição 39, quando no último mês de abril alcançou 59,1% das suas despesas com gasto de pessoal.

O Prefeito Renato Teixeira (PSD) recebeu o município acima do limite máximo que é de 54%. Porém como você  vai acompanhar nos gráficos abaixo a lista apenas aumentou e bateu o recorde de funcionários no município, alcançando 730 servidores. Fato mais impressionante ainda, quando comparamos os meses de janeiro a abril com um aumento de 280 servidores.

Quantidade de Funcionários
Fonte: Portal da Transparência

O que aconteceu depois?

No mês de junho vieram as primeiras demissões reduzindo o numero e servidores para 689, ou seja, foram demitidos 41 servidores, mas algumas secretarias saíram no prejuízo enquanto outras contrataram. Veja o balanço obtido de acordo com dados do Portal da Transparência:

ENTRA E SAI
Fonte: Portal da Transparência

Observe que os contratados da Educação levaram a pior, com 66 demissões, contra 25 contratações da Administração. Tivemos ai uma cena de dança das cadeiras, onde entram e saem funcionários, o fato é que essa atitude não melhorou a situação política, nem administrativa da  prefeitura.

O que fazer?

A fórmula para ajustar as contas já é conhecida: Diminuir a despesa e aumentar a receita. Mas isso está difícil pois até agora o gestor do município não demonstrou preocupação com o futuro das finanças do município, além disso, segue concedendo perdão de impostos para grandes empresas como a que administra o “Reveillon Gostoso” complicando ainda mais as receitas.

Segundo o relato de conselheiros municipais que estavam presentes na reunião de secretariado, o Prefeito teria sido alertado sobre a possibilidade de ser enquadrado no crime de improbidade administrativa e e perder os direitos políticos, se não vier a tomar um providência, afinal de contas nesta última semana o município de Natal assinou um Termo de Ajustamento de Gestão junto ao Ministério Público e a tendência é que os demais municípios da lista também entrem na roda.

 

Anúncios