TEC E FLAMENGO PROTAGONIZAM GRANDE JOGO, MAS JACARÉ CAI NOS PÊNALTIS PELA 3ª VEZ SEGUIDA

Pelo juvenil, Bahia perdeu pênalti, mas mesmo assim bateu o Vasco por 1 a 0. No duelo dos artilheiros pelo titular, Magnilson se saiu melhor nos fundamentos, mas Flamengo se superou nos penais.

POR AILTON RODRIGUES

ANT. CONSELHEIRO, S.M. DO GOSTOSO/RN

Flamengo e TEC fazem bom jogo

As semifinais da Copa do Interior começaram neste domingo (28) no distrito do Antônio Conselheiro com boas partidas na categoria juvenil e titular.

Esses jogos começaram com um dilema causado pelo fato da remarcação da partida da semifinal 1 que acontecerá no próximo domingo (04) no distrito do Arizona e que foi explicado aqui no Contador.

Apenas o TEC reclamou, alegando que a remarcação privilegiaria o Palmeiras e acusou a organização de manipulação, a comissão da Copa do Interior declarou que as justificativas para alteração da data foram divulgadas e que não há a menor possibilidade de favorecimento, uma vez que, quem entra em campo são os jogadores e não a comissão.

Veja o resumão do Contador:

JUVENIL – SEMIFINAL – ANT. CONSELHEIRO

VASCO 0 x 1 BAHIA

Gols: Josenilson.

Uma partida divertida e bem jogada, assim podemos definir o duelo entre Vasco e Bahia pela categoria juvenil. O clube do Novo Horizonte chegou às semifinais depois de quase ser eliminado pelo São Caetano no último jogo, já o Vasco vinha com moral de ter feito a melhor campanha do grupo A.

Mas nada desses fatores entraram em campo, o que valeu mesmo foi a grande posse de bola que o Bahia fez desde o começo do jogo. O Vasco até gostou do primeiro tempo onde Zezo foi o líder e chamou o jogo para ele, mas Josenilson fez questão de dar um banho de água fria quando chutou da entrada da área e marcou o único gol do jogo.

Poderia ter sido mais, mas Iure defendeu o pênalti que Alisson bateu. Na segunda etapa, o Bahia continuou trabalhando com inteligência e controlou a partida na base dos contra-ataques. O Vasco cansou e acabou dando adeus a competição.

TITULAR – SEMIFINAL – ANT. CONSELHEIRO

FLAMENGO (4) 1 x 1 (3) BAHIA

Gols: FLA – Diógenes / TEC – Giliarde.

Um jogo muito disputado este Flamengo e TEC, o jacaré apesar da bronca com a remarcação da data do jogo do Palmeiras, aparentou estar concentrado e assim fez uma boa exibição. Enquanto isso, o Flamengo trouxe sua força máxima com Reginaldo Coutinho, Uêgo, Orlando e Diógenes na parte ofensiva.

O começo da partida foi com um Flamengo forçando pressão e marcando em cima, logo criou umas duas chances, mas o gol saiu de uma jogada individual de Diógenes que correu da lateral direita e costurou a zaga do TEC marcando um golaço. O detalhe é que mais tarde ele sairia de campo sentindo uma fisgada na virilha que provavelmente o tirará da decisão do dia 10.

Diógenes sente contusão e sai da partida

O TEC cresceu no segundo tempo e na base das jogadas aéreas ou trabalhadas ameaçou o gol por algumas vezes. O gol do empate saiu de uma triangulação entre Magnilson, Humberto e Giliarde, que penetrou na área e fuzilou indefensável para Mirandir.

Após isso o jogo amornou, ainda deu tempo para o Flamengo estrear Mateus Neri que fez boas jogadas, mas sofreu com a marcação de Paulo Cesar e Rafael. Não tinha jeito, a decisão foi para os pênaltis.

Nos penais, apenas Orlando errou pelo Flamengo, enquanto pelo lado do TEC Humberto e Miguel bateram para fora e fizeram o jacaré reconhecer sua terceira eliminação seguida em fases semifinais nos pênaltis.

Próximo domingo (04) nos encontramos na Arizona. Nós continuamos de olho!

Anúncios