DEMISSÃO DE CONTRATADOS E EDUCAÇÃO NA RODA: COMO FOI A SESSÃO DA CÂMARA NESTA SEGUNDA-FEIRA (15)

Boato de fechamento de unidades escolares e a demissão de grande parte dos contratados roubaram a cena na sessão desta semana.

POR RICARDO ANDRÉ
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

A sessão da Câmara dos Vereadores desta última segunda-feira (15) em São Miguel do Gostoso não fugiu do assunto que está na boca dos gostosenses durante este último fim de semana: a lista das demissões de contratados.

Câmara 1505

Ao que sabemos no domingo (14) os últimos funcionários dos distritos receberam suas cartas de demissão, mas não há uma informação oficial do total de demitidos, comenta-se que pode ter chegado a 100. O motivo seria o enxugamento da máquina pública que estava com elevado número de contratos.

Voltando a sessão, a vereadora Micarla Catarina questionou aos seus companheiros de bancada a veracidade da informação que distritos como Morros dos Paulos e Angico de Fora teriam suas unidades escolares fechadas. De acordo com a vereadora, este assunto também ganhou as ruas dessas comunidades, porém não foi divulgada nenhuma declaração oficial da Secretaria de Educação.

Por sua vez, a presidenta da casa, Clésia Cardoso, declarou que a nucleação de algumas escolas é inevitável e que o estudo desse projeto já foi encaminhado para o ministério público. Além disso, ela também disse que as demissões são responsabilidade da prefeitura e que eram necessárias.

A base aliada da prefeitura culpa as demissões aos vereadores da oposição que na semana passada denunciaram a gestão por nepotismo. Em sua defesa, os vereadores declararam que a denúncia foi realizada mediante provas e que nenhum dos nomes dados por nepotismo recebeu exoneração até o momento.

A transmissão da sessão foi realizada pelo Facebook da Câmara, você pode ver aqui. https://www.facebook.com/100016128188358/videos/134340393780233/?autoplay_reason=ugc_default_allowed&video_container_type=4&video_creator_product_type=0&app_id=1761791807395020&live_video_guests=0

CABO DE GUERRA

Na semana passada, a bancada da oposição havia prestado uma denúncia formal à promotoria acusando a atual gestão de nepotismo e nepotismo cruzado, como já mencionado acima. Em contrapartida foi aumentada a repercussão da condenação do ex-prefeito Miguel Teixeira referente a guarda de um documento com assinatura falsificada durante o seu mandato.

Óbvio que nenhuma das partes assumiu, mas foi nítido o fogo cruzado.

O Contador vai ficar de olho. Até qualquer hora!

Anúncios