O CONTADOR VIU O PRIMEIRO EPISÓDIO DE DEUSES AMERICANOS

Vem conferir o que achamos do primeiro episódio de Deuses Americanos!

Por Iaslan Nascimento

Deuses americanos é uma série baseada no livro de mesmo nome escrito por Neil Gaiman, teve sua estreia no domingo (30 de abril) e não decepcionou (pelo menos não no primeiro episódio). A história de Deuses Americanos é a seguinte os deuses e as criaturas mitológicas existem porque as pessoas acreditam neles. Porém, o poder destes seres mitológicos foi diminuindo à medida que as crenças das pessoas foram desaparecendo. No entanto, surgiram novos deuses que refletem as obsessões dos americanos com a mídia, celebridades, tecnologia, drogas entre outros, que se tornam os deuses da nova era, então temos o embate entre os deuses antigos (egípcios, nórdicos e afins) contra esses deuses atuais(mídia, internet e entre outros).

O personagem principal é o Shadow Moon (pelo menos do primeiro episódio, não li o livro então também não sei de nada, mas só pelo primeiro episódio é,  quero começar a leitura o mais rápido possível) -um ex-presidiário que é contratado pelo Sr. Wednesday (Sr. Quarta-feira se for traduzido, mas como é nome próprio não é traduzido) para fazer alguns serviços (que no primeiro episódio não sabemos que tipo de serviços são esses).

gallery-1490789335-american-gods-characterart-shadowmoon-amazon
Shadow Moon um dos personagens principais da série.

Confesso o primeiro episódio não revela muito da trama, mas é muito legal, pois deixa um ar de mistério e curiosidade em relação tanto ao que vai acontecer com os personagens e o que vai acontecer na história. E há fica a dica, não recomendado para menores de 18 por conter cenas com violência excessiva (muito sangue) e sexo (se você assiste Game of Thrones e Vickings você já deve estar acostumado com esse tipo de cena). A série tem tudo pra dar certo, bons personagens, uma história bacana com uma premissa muito envolvente, cenários muito bonitos e uma fotografia de dar inveja a muito filme. A série chega com moral para ser a sucessora de Game of Thrones. Deuses Americanos terá apenas 8 episódios em sua primeira temporada e tem como diretor Bryan Fuller que já dirigiu Hannibal e Pushing Daisies.

Gostei muito do que eu vi no primeiro episódio espero que a série continue com o bom nível apresentado no primeiro episódio. Assistam a série e comentem o que vocês acharam até a próxima, Valeu!

Anúncios

VIU A CONDENAÇÃO DO EX-PREFEITO DE SÃO MIGUEL DO GOSTOSO NO WHATSAPP? NÓS TE EXPLICAMOS O QUE SIGNIFICA

Desde a última semana uma chuva de mensagens chegou para nossa redação questionando o que foi veiculado pelo whatsapp. O Contador te explica o caso.

POR AILTON RODRIGUES
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

Desde o ultimo dia 25 de abril corre no aplicativo de mensagens, whatsapp, a divulgação do andamento de um processo do Tribunal Regional Federal que aponta que o ex-prefeito João Wilson Teixeira Neri, a ex-secretária de saúde Tereza Neri, o ex-prefeito Miguel Teixeira e o ex-secretário de administração Francisco Canindé foram absolvidos da acusação de improbidade administrativa por compras realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde entre 2004 e março de 2005. Em contra partida o ex-prefeito Miguel Teixeira teria sido condenado por falsificação de documentos em primeira instância.

O Contador então recebeu muitas mensagens de leitores para que explicássemos o caso, então resolvemos investigar e tentar destrinchar o que significa este resultado, além do que a defesa do envolvido alega sobre este veredicto.

Primeiramente, o fato ocorreu devido a um parecer jurídico não ter sido assinado pelo advogado da época, Dr. Carlos Chior, e sim por outra pessoa. Dessa forma a fim de dar agilidade ao processo o juiz federal que toma conta do caso haveria condenado o ex-prefeito pela responsabilidade da guarda do documento, mesmo este documento não causando prejuízo a administração pública.

Procuramos a defesa de Miguel Teixeira e em nota divulgada pelo próprio ex-prefeito foi informado que ele já recorreu da decisão solicitando exame grafotécnico do documento e de todos os envolvidos no processo com o objetivo de provar o seu não envolvimento na falsificação do parecer jurídico.

A nota ainda informa que tanto Miguel Teixeira quanto o ex-secretário Francisco Canindé já realizaram o exame grafotécnico por livre e espontânea vontade e ficou comprovado que a assinatura não foi feita pelos mesmos. Apesar do exame ter comprovado que assinatura não partiu de nenhum dos dois, mesmo assim ambos estão a disposição da justiça para realizar o exame novamente.

“Tenho certeza da minha inocência. Um processo de pagamento passa por vários setores até ser concluído e arquivado, qualquer um pode ter assinado pelo advogado. Solicitamos o exame grafotécnico de todos os envolvidos para provar que a falsificação não partiu de mim. Acredito em Deus e na justiça que será comprovada minha inocência”, declarou o ex-prefeito em nota.

Não há previsão de datas, mas o processo está sendo encaminhado para segunda instância. Nós continuamos de olho.