COLETA SELETIVA E FESTA SOLIDÁRIA

Nessa sexta-feira (27) o Projeto Gostoso Recicla realiza festa em prol da Cooperativa Gostoso Recicla.

RICARDO ANDRÉ
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

Sexta-feira (27) é dia de festa na Ponta do Santo Cristo, mais precisamente no Dr. Wind, em São Miguel do Gostoso, e o objetivo é arrecadar fundos para ampliar as atividades do Projeto Gostoso Recicla, coordenado pela ONG gostosense TEAR (CDHEC) e moradores. A festa começa às 19h e tem como atração a DJ MoniCats.

festa-recicla

Em janeiro você viu aqui no O Contador de Causos o início das atividades da Cooperativa Gostoso Recicla, o projeto que tem o mesmo nome, pretende implantar a coleta seletiva na cidade. Após um mês de trabalho de coleta nas ruas de Gostoso, duas vezes por semana (segunda e quarta) com foco nos estabelecimentos comerciais, o grupo já começa a se estabelecer, porém as despesas com a estrutura do projeto (transporte, obras, balança, prensa, esteireira, etc) tem sido um dos principais obstáculos.

Após um mês de trabalho a Coopertativa Gostoso Recicla visitou aproximadamente 175 estabelecimentos comerciais, onde desses, cerca de 30% não aderiram a coleta seletiva. “Esse número nos surpreendeu, mas estamos visitando novamente esses comércios que não separaram seu material para compreender suas dificuldades, e oferecer ajuda”, afirmou Raimunda Veiga, coordenadora do projeto.

A coordenação do projeto afirmou ainda que foi um mês de trabalho intenso, adesões importantes e muitas visitas de sensibilização. O material coletado já lota o galpão localizado no final da Rua dos Búzios, além disso, o grupo têm cerca de 6 toneladas e vidro em um terreno cedido temporariamente; mas não se engane isso ainda é muito pouco para gerar renda para os membros da cooperativa, que pretendem nesse segundo mês ampliar as visitas.

“É um projeto estruturante – o nosso primeiro desse tipo – que é de grande importância para a nossa cidade, com certeza o sonho de muitos moradores. Ele tem um prazo de dois anos para ser executado e com certeza irá causar uma mudança de comportamento em São Miguel do Gostoso.” – Cintia Matos, presidente do TEAR (CDHEC)

Anúncios