OLHE, APRECIE, MAS NÃO ENCOSTA NELA

POR FÁBIO CHAP

hqdefault

Meu caro amigo homem, foi curtir um rolê noturno e deu de frente com a deusa da balada?

Olhe, aprecie, MAS NÃO ENCOSTA NELA.

Ela não desviou o olhar? Sorria, dance, MAS NÃO ENCOSTA NELA.

Ela sorriu de volta? Sorria novamente, dance mais perto, MAS NÃO ENCOSTA NELA.

Ela começou a dançar também pertinho de você, não parou de sorrir, jogou o cabelo pro lado? Se aproxime, mande um ‘oi, sou o Fulano, tudo bem?’, MAS NÃO ENCOSTA NELA.

Ela te disse o nome dela, se interessou pelo seu papo? Convide-a pra tomar alguma bebida com você. Pergunta o que ela gosta de beber, MAS NÃO ENCOSTA NELA.

Ela virou uma tequila contigo, topou uma cerveja, tá há muitos minutos interessada nas coisas que você diz, perguntando coisas sobre você, ela continua sorrindo, mexendo no cabelo e permitindo que seu corpo chegue cada vez mais perto do dela? ROUBE UM SELINHO.

Meu caro amigo homem, ela sorriu com o selinho? Chegou a hora, campeão: lasque aquele beijo das mil línguas dançantes.

Daí então aproveite a noite com a tua deusa da balada e acorde no dia seguinte com a consciência tranquila de quem não precisou assediar ninguém pra se divertir.

**

Texto baseado nesse vídeo bem engraçado (e pertinente):

Anúncios