GESTÃO DEMOCRÁTICA NAS ESCOLAS

Nessa terça (29) acontecem as primeiras eleições para Diretor e vice-diretor das escolas municipais de São Miguel do Gostoso/RN.

POR RICARDO ANDRÉ
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

 Hoje (29) é dia de eleição, isso mesmo. De novo. Dessa vez pais, responsáveis, servidores da educação, professores e alunos a partir dos 12 anos de sete escolas municipais poderão escolher diretor e vice-diretor através do voto direto. Paralela a essa eleição ocorre também, mas de forma indireta a escolha do Coordenador Pedagógico, que será feita pelos membros do Conselho Escolar de cada escola.

Todo processo eleitoral esta sendo conduzido pelo Conselho Municipal de Educação, que foi recém-reformulado; a eleição tem cédula própria em cada unidade escolar e acontece durante todo o dia no mesmo horário de funcionamento da escola; a seguir confira os candidatos ao cargo de gestor escolar:

Creche Mundo da Criança I (Sede)
CHAPA 1: Alexandra Miranda e Kátia Paulino
CHAPA 2: Geize Ribeiro e Michele Matos

M. Coronel Zuza Torres (Sede)
CHAPA 1: Vitória Régia e Marta Domingos

M. Profª. Ana Ribeiro Barbosa (Sede)
CHAPA 1: Maria Edimária e Rogério Tenório

M. João Tomaz de Oliveira (Morro dos Martins)
CHAPA 1: Alessandro Nascimento e Carlécio Gomes

M. Margarida Alves (Arizona)
CHAPA 1: Lindacy Ventura
CHAPA 2: João Maria dos Santos

M. Pref. José Américo (Baixinha dos Franças)
CHAPA 1: Luiza Maria e Sônia Maria

M. Prof. Paulo Freire (Antônio Conselheiro)
CHAPA 1: Alexandre Marcus e José Eduardo
CHAPA 2: Maria dos Anjos e Cícero Jorge

Os candidatos Chapa Única tem como principal adversário a abstenção da comunidade escolar, pois precisam atingir 50% do voto de servidores e 35% do voto de pais e alunos, já que o eleitorado não se sente motivado a votar onde não existe concorrência. O receio dos candidatos Chapa Única é de que as vagas caiam no colo do futuro prefeito, que pode indicar cidadãos para as vagas remanescentes, como será o caso da E. M. Maria Solidade Coelho de Oliveira do Assentamento Novo Horizonte que não possui candidatos.

Nessa terça-feira (29) também ocorre a eleição para gestor da Escola Estadual Olímpia Teixeira que conta com apenas uma chapa, sendo os professores Neirivan Batista e Gerciene Farias, também podem votar pais, alunos e servidores durante todo horário de funcionamento da escola.

 ideasdenegocio2014

O que esperar da Gestão Democrática?

Equiparar o gestor (administrador) ao candidato (político) já é uma coisa normal no imaginário coletivo do povo brasileiro, sobre tudo, nas cidades de interior, onde as desvantagens se atribuem exatamente ao lado político de quem se propõe ao cargo. O mesmo acontecerá com diretores, vice-diretores e coordenadores pedagógicos, que serão cobrados por uma “boa administração”, e se não conseguirem êxito nas suas administrações (o que não depende só deles) serão simplesmente chamados de políticos.

Nas suas propostas de gestão – graças a Deus – poucos candidatos se propuseram ao impossível de prometer obras e melhorias físicas, um dever da administração pública municipal; no geral as propostas abordam questões de articulação da comunidade escolar e ações pedagógicas, o que mostra sobriedade dos poucos candidatos.

Na realidade o que o cidadão espera é uma melhor qualidade da escola pública, de preferência uma gestão escolar que não empurre pais e responsáveis para o universo das escolas particulares. Vale sempre lembrar que já pagamos altos impostos por uma escola pública de qualidade. Todos torcem para que a dita gestão democrática traga reais benefícios a educação gostosense e não seja apenas mais uma das bem intencionadas teorias (nada práticas) da administração pública.

 O Contador de Causos volta em breve com o resultado e o dia de votação.

Anúncios

Uma consideração sobre “GESTÃO DEMOCRÁTICA NAS ESCOLAS”

Os comentários estão desativados.