MANIFESTAÇÃO DA POPULAÇÃO MOSTRA O ÁPICE DA CRISE DA EDUCAÇÃO GOSTOSENSE

Moradores foram as ruas na semana passada. Promessas foram feitas, mas crise é uma das piores do setor em anos.

POR AILTON RODRIGUES
ANT. CONSELHEIRO, S.M. DO GOSTOSO/RN.

14886279_1142868539116396_1589407637_n
Manifestação levou população para rua em protesto contra o descaso.

Os moradores de São Miguel do Gostoso cansaram de apenas assistir a grave crise que se instalou na educação gostosense e resolveram realizar uma grande manifestação pelas ruas de São Miguel do Gostoso nesta última quinta-feira (27).

O ato é o ápice da paciência da população que está cansada da inércia mostrada nas últimas semanas pela gestão, que além de não procurar resolver, sequer dá as caras e fornece explicações. Medidas até começaram a ser tomadas para abrandar a situação, mas a transparência ainda é um ponto negativo.

14914722_1142868532449730_1351765468_n

Para os leitores terem uma ideia da situação, vamos levantar os pontos principais dessa crise:

SEM ÔNIBUS E SEM SALÁRIO

transporte-escolar-touros-rn

Os ônibus que transportam os alunos dos distritos para sede está a algumas semanas sem rodar. Cerca de 70% da população gostosense é proveniente da zona rural e esse número também é expressivo nas escolas, ou seja, sem alunos as escolas por várias vezes fecharam suas portas ou deram meio expediente.

A situação do ônibus também havia se alastrado para os universitários, mas com muita pressão o ônibus está rodando. A resposta dada no caso dos distritos é que um ônibus alternativo seria disponibilizado a partir dessa segunda-feira (31).

Porém, lembremos que o problema não era só os ônibus, mas o salário dos motoristas que estava com pagamento atrasado a alguns meses. A conta no posto de combustível que também era um fardo nos meses de agosto e setembro aparentemente foi solucionada.

A LISTA DOS DEMITIDOS

Com certeza uma das causas do agravamento da crise se deu depois que a prefeitura divulgou uma lista com 287 nomes de funcionários comissionados e contratados que foram exonerados. Dentro desta lista o maior corte foi da área da educação com 151 nomes.

Algumas escolas como a Professora Sabina Emília na comunidade da Tabua estava apenas com três funcionários, destes apenas dois são professores. Após uma semana de muita polêmica a prefeitura fez novos contratos com alguns dos “demitidos” e assim o corpo de funcionários voltou a uma certa normalidade, mas em algumas comunidades ainda está havendo problemas em relação a isso.

SEM MERENDA

A merenda e o material de limpeza também está em falta nos distritos o que também está fazendo com que os alunos só tenham meio período de aulas. Um exemplo pode ser destacado no Antônio Conselheiro, por não ter merenda a direção da escola Professor Paulo Freire decidiu diminuir a carga horária diária e com isso o número de disciplinas dadas para o ensino fundamental II foi enxugado.

Confira na imagem abaixo a mudança da carga de disciplinas do 6º ano:

horarios-paulo-freire-6-ano
Horário foi enxugado nesse período negro da educação gostosense.

LDB FERIDA

Com os novos contratos que vão até o dia 30 de novembro, a Secretaria de Educação já anunciou que o ano letivo de 2016 também vai só até esta data. O ponto chave aí é que esta decisão fere a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) que fala do cumprimento de 200 dias letivos, porém com a medida isto não irá acontecer.

OBRAS MAL FEITAS

14813599_1861301134103244_1340492070_n
O forro caiu pela segunda vez nesse ano no Paraíso.

Algumas reformas realizadas ainda neste ano já apresentaram problemas. Um dos casos mais recentes é na escola do Paraíso, o forro caiu pela segunda vez e por causa disso os alunos tiveram que mudar de sala para estudar.

Para completar ainda estão faltando algumas janelas serem instaladas, além de apresentar luzes queimadas. E isso foi apenas um traço da situação que se espalha por outras escolas.

O MOVIMENTO DO POVO

14875429_1142868562449727_719947802_n

Na última segunda-feira (24) os pais resolveram arregaçar as mangas e foram protestar na Câmara dos Vereadores. Lá foram abordados todos os pontos citados acima e os vereadores se mostraram solidários a causa.

Na quinta-feira seguinte, como também foi abordado acima, aconteceu a manifestação que teve apoio de associações e dos movimentos sociais, além da população de alguns dos maiores distritos de Gostoso (Antônio Conselheiro, Morros dos Martins e Cruzamento).

Algumas mídias repercutiram o ato, como foi o caso do pessoal do Mídia Ninja RN, e com isso os pais também estão se organizando para apresentar uma denúncia formal no Ministério Público. Ao procurar respostas na prefeitura, ninguém quis dar declarações.

O Contador continua de olho nessa crise. Até qualquer hora!

Anúncios

Uma opinião sobre “MANIFESTAÇÃO DA POPULAÇÃO MOSTRA O ÁPICE DA CRISE DA EDUCAÇÃO GOSTOSENSE”

Os comentários estão desativados.