MUDANÇAS, DRAMA, FRATERNIDADE: CONFIRA O PACOTÃO DO 4º DIA DE MOSTRA DE CINEMA

Em noite de histórias tocantes Mostra chega a 4º dia com última apresentação dos curtas gostosenses.

POR AILTON RODRIGUES
FOTOS: FERNANDO MIRANDA
PRAIA DO MACEIÓ, S.M. DO GOSTOSO/RN

05 - público da noite.JPG
Público durante noite da segunda-feira (16)

O trabalho foi feito e apresentado, esse pode até ser o sentimento do Coletivo Nós do Audiovisual de São Miguel do Gostoso, mas para nós ainda queremos ver aonde esses jovens podem chegar. Nesta segunda-feira (16) foi exibido o último dos quatro curtas gostosenses preparados para essa edição da Mostra.

Como você já sabe, o Contador preparou um resumão da noite:

BELO E CARACTERÍSTICO

01 - A procura do sol
Coletivo Nós do Audiovisual apresentou “À Procura do Sol”

O último curta do Coletivo Nós do Audiovisual foi “À Procura do Sol”, dirigido por Rosângela Modesto. A história mostrava uma família típica de vila de pescadores, onde duas meninas viviam em meio a “dois mundos”: enquanto uma tentava estudar a outra se encantava com um turista que a prometia levar para fora da cidade.

O curta se passou na Praia do Tourinho e foi bem aplaudido pelos espectadores.

ATRAPALHOU UM POUCO

Um problema técnico atrasou o início da Mostra Competitiva por uma hora, apesar dos milhões de pedidos de desculpa de Eugênio Puppo, a última obra da noite foi prejudicada pelo baixo número de espectadores, tudo porque o filme só terminou na madrugada desta terça (17).

MUDANÇAS CRONOLÓGICAS

02 - A festa e os cães
Clara Monteiro é atriz de “A Festa e os Cães”

“A Festa e os Cães” de Leonardo Mouramateus, com o perdão da antítese, foi o maior curta desta Mostra com 25 minutos de duração. Na trama a mudança de endereço do personagem é toda contada por meio das suas fotos, ele sai de Fortaleza, vai para Lisboa e apenas uma coisa fica em comum: as festas e os cães que ele encontra.

DEU PRA CHORAR

03 - Campo Grande
Sandra Kogut é diretora de “Campo Grande”

O longa mais emocionante dessa Mostra Competitiva sem dúvida foi “Campo Grande” de Sandra Kogut. De maneira singela vamos nos envolvendo no drama de duas crianças que são abandonadas em meio a um Rio de Janeiro todo cercado por obras da Copa do Mundo e das Olimpiadas.

Mais uma obra com final aberto, mas deixou muitos com olhos marejados.

OS ÚLTIMOS SERÃO OS PRIMEIROS

04 - Casa Grande
Clara Linhart é assistente de direção de “Casa Grande”

Apesar de terminar bem tarde, “Casa Grande” de Felipe Barbosa foi um dos melhores filmes. Na trama que já foi premiada em vários festivais, um adolescente vive um drama de começar a sonhar com a faculdade, mas tendo que conviver com a falência da família.

Outro filme que tratava de mudanças, mas em outra vertente.

VEJA TAMBÉM:

O Contador fica na expectativa do último dia da Mostra de Cinema e conta tudo para você!

Anúncios

Uma consideração sobre “MUDANÇAS, DRAMA, FRATERNIDADE: CONFIRA O PACOTÃO DO 4º DIA DE MOSTRA DE CINEMA”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s