EM DEBATE DIRETORES RASGAM ELOGIOS A MOSTRA DE CINEMA: “COMO NÃO GOSTAR?”

Primeiro debate com os realizadores dessa Mostra de Cinema discutiu o jeito de cada um em fazer seus filmes.

POR AILTON RODRIGUES
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO/RN

Debate reuniu diretores.
Debate reuniu diretores.

O Debate com os realizadores é um dos eventos mais clássicos da Mostra de Cinema de Gostoso e começou neste sábado (14) no Centro de Cultura reunindo quase 100 espectadores.

Mas não é só isso, o debate serve para os diretores ajudarem os espectadores a compreender melhor seus filmes, a trocar ideia sobre as linguagens novas do cinema e conhecer melhor como funciona o audiovisual brasileiro.

Estiveram presentes os diretores de “A Clave dos Pregões”, “O Menino e a Caixa Misteriosa” e “A Família Dionti”, além disso, também se fez presente à produtora de “Até a China”. Todo o evento foi mediado por Eugênio Puppo, idealizador da Mostra.

CURIOSIDADES

Outra praxe do debate são as curiosidades que os diretores revelam para os ouvintes, Pablo Nóbrega de “A Clave dos Pregões”, por exemplo, disse que é o primeiro curta que faz na vida e que trabalha como fotógrafo e finalizador.

A produtora Letícia revelou que o diretor Marão foi quem ilustrou todo o curta “Até a China”, além disso o detalhe de colorir o país oriental e não o Brasil foi proposital para diferenciar os “dois mundos”.

Já Alan Minas, diretor de “A Família Dionti”, declarou que toda a poesia do seu longa foi inspirada em obras de Manoel de Barros, Guimarães Rosa e pinturas.

“COMO NÃO GOSTAR?”

Público compareceu ao debate.
Público compareceu ao debate.

Todos os diretores disseram que adoraram mostrar suas obras em Gostoso, mas quem ficou mais efusivo foi Alan Minas. Ele havia declarado que foi um privilégio vir pois não conhecia o estado nem a cidade, além de tudo foi apenas o terceiro festival o qual seu filme foi exibido.

FALARAM BONITO

Confira algumas citações dos diretores durante o debate:

“De alguma forma a gente morre e nasce todo dia. A palavra do filme é transformação” – Alan Minas (A Clave dos Pregões).

“Foi muito bacana o filme da televisão, vivi minha infância de novo” – Espectador do debate.

“O canto da macaxeira tem um cunho social para mim” – Pablo Nóbrega (A Clave dos Pregões).

“A maioria dos festivais que vamos, ganhamos prêmios públicos, a animação aproximou o documentário da juventude” – Letícia (Até a China).

“A noite foi inesquecível, vi duas estrelas cadentes. A plateia daqui é autêntica e espontânea” – Alan Minas (A Família Dionti).

Foto oficial.
Foto oficial.
Alunos do Curso Técnico e Audiovisual apresentaram seu filme.
Alunos do Curso Técnico e Audiovisual apresentaram seu filme.

O Contador de Causos transmitiu ao vivo o debate pelo Periscope, por isso se você quer acompanhar é só usar um dos nossos twitters: @rodrus, @avelrn ou @ContadorCausos.

Nós continuamos de olho na Mostra de Cinema de Gostoso. Até qualquer hora!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s