OBRAS PAULISTAS DOMINAM MOSTRA DE CINEMA DE GOSTOSO PELA SEGUNDA VEZ

Estado é o maior fornecedor de obras nesta edição de 2015, o Rio Grande do Norte vem na segunda posição.

POR AILTON RODRIGUES
NATAL/RN

O Brasil passa pela Mostra de Cinema de Gostoso.
O Brasil passa pela Mostra de Cinema de Gostoso.

A Mostra de Cinema de Gostoso está a oito dias do seu início e o Contador fez algumas contas que apontaram curiosidades nos números que envolvem os filmes desta edição. São Paulo reina absoluto sendo o maior fornecedor de obras em 2015, eles têm 10 dos 23 filmes que a Região Sudeste vai exibir, além disso os paulistas já ocuparam este posto em 2013, ano da primeira Mostra.

No entanto, o Rio Grande do Norte foi motivo de aplausos pelos organizadores do evento, afinal só de inscrições foram 32 filmes, um recorde, contudo apenas nove obras foram selecionadas pela curadoria, mas foi o suficiente para deixar o estado como segundo maior fornecedor deste ano. Esses dados demonstram um objetivo alcançado, afinal de acordo com os organizadores um dos principais interesses do projeto era incentivar a produção audiovisual potiguar.

A Mostra de Cinema de Gostoso já ostenta números surpreendentes, com as 46 obras deste ano o festival terá a marca de 159 filmes exibidos percorrendo todas as regiões brasileiras, num total de 16 estados. O mais novo deles a entrar no ranking foi o Rio Grande do Sul que terá seu primeiro filme exibido em Gostoso com “Castillo Y El Armado” de Pedro Harres.

Primeira edição da Mostra foi um sucesso.
Primeira edição da Mostra foi um sucesso.

Sobre os números gerais, a primeira posição não se alterou, São Paulo continua líder com 53 filmes exibidos em Gostoso durante todas as edições, por outro lado a vice-liderança mudou de mãos e os potiguares assumiram com uma pequena vantagem de 22 a 21 em cima do Rio de Janeiro, hoje terceiro.

  • Confira a página da Mostra de Cinema no Contador clicando aqui.

NO DUELO DAS REGIÕES

Nordeste e Sudeste disputam filme a filme o título de maior fornecedor de produções para a Mostra, mas com São Paulo como “celeiro” de grandes obras, a coisa ficou difícil para os nordestinos, o placar depois desse ano está 93 a 50.

ABERTO PARA TODOS

Outro detalhe interessante nesta edição da Mostra de Cinema é o número de obras com indicação livre: dos 46 são 31 filmes abertos a todas as faixas etárias, dando um total de 67,3% de todas as obras. Nas outras edições este dado só chegou no máximo a 55%.

O Contador continua de olho na Mostra de Cinema e informa tudo para você! Até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s