#ContadorNoOscar: DE MEXICANO À ESTREANTE, AS NUANCES DOS DIRETORES INDICADOS NESTA EDIÇÃO DO OSCAR

Capítulo 2 – Dos cinco diretores apenas um não tem sua obra indicada a Melhor Filme e ousadia de “Boyhood“ pode coroar Linklater.

POR AILTON RODRIGUES
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO.

Os diretores indicados desta edição do Oscar têm estilos diferentes e ousados. Apesar de caber elogios a todos o duelo pela estatueta no próximo dia 22 de fevereiro parece ser entre Richard Linklater (Boyhood) e Alejandro González Iñarritu (Birdman).

O Contador continua sua série de matérias especiais dos indicados, vejamos então os pontos que levaram os cinco grandes diretores a serem escolhidos pela Academia:

BENNET MILLERBENNET MILLER (FOXCATCHER)

Desde de o Festival de Cannes, Miller parecia ter vaga cativa na categoria com “Foxcatcher”, porém com o passar do ano a produção foi perdendo a sua chama e muitos concluíram que ele estava fora da competição. O seu retorno na categoria, quase dez anos depois de “Capote”, é um sinal de que a Academia considera muito o recente trabalho do diretor. Contudo, a aparição quase zero de Miller nas premiações pré-Oscar não trazem holofotes para chamar atenção dos votantes.

*PRÊMIOS E INDICAÇÕES PRÉ-OSCAR.

– Vencedor do Festival de Cannes como Melhor Diretor.

RICHARD LINKLATER
RICHARD LINKLATER (BOYHOOD)

Apesar de ter recebido duas fracassadas indicações anteriores ao Oscar, essa é a primeira vez que é nomeado a Melhor Diretor. No momento, Linklater se encontra na dianteira da corrida. Ele tem vencido as principais premiações pré-Oscar. O fato dele ter se comprometido com um projeto por 12 anos é o que mais chama votos nesta altura do campeonato. Pelo que se fala, muitos votantes da Academia estão deslumbrados com o trabalho do diretor.

*PRÊMIOS E INDICAÇÕES PRÉ-OSCAR.

– Vencedor do Globo de Ouro como Melhor Diretor.
– Indicado ao BAFTA como Melhor Diretor.
– Vencedor do Boston Society of Film Critics Awards como Melhor Diretor.
– Vencedor do Critics Choice Award como Melhor Diretor.
– Vencedor do Chicago Film Critics Association Awards como Melhor Diretor.
– Indicado ao Directors Guild of America como Melhor Diretor.
– Indicado ao Independent Spirit Awards como Melhor Diretor.
– Vencedor do London Critics Circle Film Awards como Diretor do Ano.
– Vencedor do Los Angeles Film Critics Association Awards como Melhor Diretor.
– Vencedor do National Society of Film Critics Awards como Melhor Diretor.
– Vencedor do New York Film Critics Circle Awards como Melhor Diretor.
– Indicado ao Satellite Awards como Melhor Diretor.

MORTEN TYLDUM
MORTEN TYLDUM (O JOGO DA IMITAÇÃO)

Dos cinco indicados, ele é o único que nunca recebeu uma indicação ao Oscar – um verdadeiro estreante na premiação e na categoria de Melhor Diretor. Apesar de ter um dos filmes mais elogiados da temporada, Morten precisa obter muita atenção da Academia caso queira vencer numa categoria tão disputada. Há vários nomes de diretores indicados pela primeira vez, que ganharam a estatueta de veteranos (ex.: Michael Cimino, John G. Avildsen e Tom Hooper).

*PRÊMIOS E INDICAÇÕES PRÉ-OSCAR.

– Indicado ao Directors Guild of America como Melhor Diretor.

WES ANDERSON
WES ANDERSON (O GRANDE HOTEL BUDAPESTE)

Wes Anderson finalmente teve reconhecimento da Academia e conseguiu sua primeira nomeação a Melhor Diretor. Tendo obtido três nomeações anteriores fracassadas, o diretor considerado “alternativo” vem com o charmoso “O Grande Hotel Budapeste”. Apesar de ser um filme diferente demais para a grande totalidade dos votantes do Oscar, a qualidade de sua direção está sendo muito bem avaliada e lembrada.

*PRÊMIOS E INDICAÇÕES PRÉ-OSCAR.

– Indicado ao Globo de Ouro como Melhor Diretor.
– Indicado ao BAFTA como Melhor Diretor.
– Indicado ao Critics Choice Award como Melhor Diretor.
– Indicado ao Chicago Film Critics Association Awards como Melhor Diretor.
– Indicado ao Directors Guild of America como Melhor Diretor.
– Indicado ao Independent Spirit Awards como Melhor Diretor.
– Indicado ao London Critics Circle Film Awards como Diretor do Ano.

ALEJANDRO GONZÁLEZ
ALEJANDRO GONZÁLEZ IÑARRITU (BIRDMAN)

Tendo duas indicações anteriores mal-sucedidas, essa é a segunda vez que o mexicano Alejandro concorre na categoria. Ele se encontra em embate direto com o diretor Linklater. Contudo, ele tem ficado em segundo várias vezes para Richard. Mesmo com um filme bem feito tecnicamente perante os concorrentes, Iñárritu encontra algo de não muito favorável na sua corrida. Ano passado, o mexicano Alfonso Cuarón ganhou na categoria. A Academia pode não optar por Alejandro por achar que está se repetindo.

*PRÊMIOS E INDICAÇÕES PRÉ-OSCAR.

– Indicado ao Globo de Ouro como Melhor Diretor.
– Indicado ao BAFTA como Melhor Diretor.
– Indicado ao Critics Choice Award como Melhor Diretor.
– Indicado ao Chicago Film Critics Association Awards como Melhor Diretor.
– Indicado ao Directors Guild of America como Melhor Diretor.
– Indicado ao London Critics Circle Film Awards como Diretor do Ano.
– Indicado ao Independent Spirit Awards como Melhor Diretor.
– Indicado ao Satellite Awards como Melhor Diretor.

O texto acima tem trechos reformulados e foi baseado do site http://www.termometrooscar.com/

O Contador continua de olho nos bastidores do Oscar 2015 e no próximo capítulo do nosso raio-x dos indicados falaremos de Melhor Animação, Melhor Documentário e Melhor Efeitos Visuais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s