TUDO CERTINHO

PRIMEIRO DIA: Expectativas da estreia da Mostra de Cinema foram superadas e mais uma vez filmes da “casa” fizeram sucesso.

DSC_0704
Público Compareceu as areias da Praia do Maceió (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)

Foi um dia de grandes emoções nesta quinta-feira, 13, afinal foi dado o pontapé para uma maratona de seis dias e 62 filmes da Mostra de Cinema do Gostoso. Como a primeira impressão é a que fica, os organizadores do evento foram então categóricos nesse ponto, o telão foi maior do que no ano passado e o tablado que suporta o público nas areias também cresceu.

Gostoso mais uma vez foi o destaque do estado com direito a link ao vivo para emissoras de TV e grande público, cerca de 1500 pessoas (número estimado) foram as areias da praia do Maceió que é o principal palco da Mostra.

Eugênio Puppo e Mateus Sundfeld na Cerimônia de Abertura (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)
Eugênio Puppo e Mateus Sundfeld na Cerimônia de Abertura (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)

Mais voltando a cerimônia, toda espera de pouco mais de uma hora valeu a pena, os anfitriões eram o cineasta Eugênio Puppo e seu fiel escudeiro Matheus Sundfeld, junto com eles vimos um aperitivo dos filmes selecionados e ainda certificaram os alunos do curso audiovisual que mostrariam os frutos da jornada de estudos naquela noite.

“De fato o que nos move a fazer tudo isso aqui são esses alunos”, disse Puppo ao anunciar os alunos para receberem seus certificados.

A sessão então teve início com os filmes de Gostoso, ambos curtas-metragens, primeiro foi o “Entre Lonas”, uma comédia que contou de forma leve o polêmico assunto do trabalho infantil, tão comum no nordeste, na sequência o documentário “Promessas” que tratava do Marco da Praia dos Marcos, fonte de grande religiosidade que foi deslocado para Natal nos anos 70 causando impactos culturais. Claro que foram ovacionados pelo público presente.

Para fechar a noite o longa-metragem que abriu os trabalhos da Mostra Competitiva. Coube “A Luneta do Tempo”, do estreante cineasta e renomado cantor, Alceu Valença mostrar como se faz um faroeste brasileiro ser amado pela crítica. O filme se passa no nordeste remetendo a história de Lampião e possui uma elogiável trilha musical que apenas define e assina em baixo um forte candidato de ganhar o Prêmio Câmara Cascudo, dado aos mais votados nessa Mostra.

Alunos do Audiovisual (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)
Alunos do Audiovisual (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)
Produtores apresentando os filmes da noite (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)
Produtores apresentando os filmes da noite (Foto: Pedro Corso de Albuquerque)

Mais é só o começo, a Mostra de Cinema de Gostoso ainda nos reserva muitas emoções! Confira tudo aqui no Contador de Causos, até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s